Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/727
Title: Crítica a Mandala Como Sistema Produtiva Para a Realidade Agrária do Semiárido
Authors: Barroso, Hélida de Oliveira
Keywords: Agroecologia. Produção vegetal. Piscicultura.
Issue Date: 2016
Citation: BARROSO, H. D. O. (2016)
Abstract: Os agricultores que estão inseridos no contexto dessa pesquisa são sujeitos que lidam com a inserção da sua realidade aos moldes das diferentes políticas assistencialistas proposta pelo governo, desde o processo de estruturação de sua terra no caso do Assentamento até os pacotes tecnológicos de produção agrícola para ambas as realidades, Assentamento Mulungu e Comunidade do Iu. Portanto, a proposta da pesquisa é expor o uso do sistema produtivo mandalla, partindo do histórico de disseminação na região Nordeste, instalação na comunidade e apropriação desta tecnologia pelos agricultores, a fim de analisar sua contribuição a partir de relatos reais, do uso do sistema tradicional de horta, bibliografia que exponha o objeto de estudos com sistemas circulares de produção que possam dar suporte para o entendimento da problemática e análise técnica. O acesso ao Assentamento Mulungu partindo de Fortaleza se dá pela BR 222, localizado a 119 km da Capital cearense, Brasil. A outra realidade é conhecida como comunidade do Iu, localizada no município de Capistrano região norte do Estado do Ceará a 140 km de Fortaleza. Ambas realidades apresentam descrições de diferentes práticas do sistema mandalla, embasada pela etnografia e em conjunto com o processo da pesquisa participativa, no Assentamento se utilizou de oficinas, complementadas com conversas informais armazenadas em diário de campo. Na comunidade do Iu a partir da vivência de campo e da revisão de literatura foram criados questionários semiestruturados, tabelas para acompanhamento da produção vegetal e animal. Tanto para análise físico-química como biológica do solo e nas avaliações da produção vegetal, ambos os sistemas apresentaram comportamento semelhante, já para a força de trabalhou observou-se que o sistema mandalla requer maior esforço. Esses são as primeiras análises para o Sistema de Produção Mandalla de maneira crítica e que leva em consideração os aspectos técnicos. O que se destaca no processo de instalação e apropriação da tecnologia pelos agricultores é a facilidade de adquirir o mesmo, pois este chega “sem custo”. Ao ponto que a metodologia também é um processo de formação, contudo o acervo cultural das comunidades agrícolas vai de encontro ao manejo que é proposto. Vale deixar claro que o caso não é de apontar o certo e o errado, mas questionar para entender o processo de criação, patente e chegada desse pacote tecnológico a realidade agrária.
Description: BARROSO, Hélida de Oliveira. Crítica a Mandala como sistema produtivo para a realidade agrária do semiárido. 2016. 83 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado Acadêmico em Sociobiodiversidade e Tecnologias Sustentáveis, Instituto de Engenharias e Desenvolvimento Sustentável, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira, Redenção-Ceara, 2016.
URI: http://repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/727
Appears in Collections:Dissertação - Mestrado Acadêmico em Sociobiodiversidade e Tecnologias Sustentáveis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Hélida de Oliveira Barroso com ficha.pdf2.42 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.