Please use this identifier to cite or link to this item: repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/1596
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorCosta, Antônia Mayara Torres-
dc.date.accessioned2019-10-29T16:04:40Z-
dc.date.available2019-10-29T16:04:40Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationCOSTA, A. M. T. (2018)pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/1596-
dc.descriptionCOSTA, Antônia Mayara Torres. Análise clínica e epidemiológica de casos de hanseníase, oriundos dos municípios do Maciço de Baturité e da região do Recôncavo Baiano. 2018. 17 f. Artigo(Graduação) - Curso de Bacharelado em Enfermagem, Instituto de Ciências da Saúde - Ics, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, Acarape, 2018.pt_BR
dc.description.abstractA hanseníase é uma doença infecciosa crônica, causada pelo bacilo Mycobacterium leprae, que afeta principalmente a pele, nervos periféricos, mucosa do trato respiratório superior e olhos. Constitui um processo crônico de natureza incapacitante. As características clínicas e epidemiológicas da hanseníase têm sido objeto de inúmeros estudos, no entanto, a quantidade de trabalhos científicos que revelem estas informações da região do Maciço de Baturité, e do Recôncavo Baiano, bem como correlacioná-las entre si e suas principais características é escasso. Para isso, foi realizado um estudo observacional descritivo retrospectivo a partir de dados obtidos nas plataformas digitais DATASUS, SIAB nos anos 2005 a 2015, assim como histórico em artigos literários afim de levantar tais dados e possivelmente identificar fatores em comum. O total de casos cadastrados no estado do Ceará, em 2005 a 2015, equivale a 24.222 casos, que corresponde a 6,06% se comparado a nível Brasil, no mesmo período, enquanto no estado da Bahia o total de casos, 30.420, equivale a 7,61%. Nas cidades do Recôncavo Baiano, totalizou-se13.797 casos enquanto cidades do Maciço de Baturité, apresentou um valor total de casos de apenas 5313. Identifica-se um somatório maior de casos associados ao sexo masculino, tanto no estado do Ceará com 13.079 como na Bahia com 15.529. Em que, no Maciço de Baturité o número de Casos do sexo masculino apresenta 241, para apenas 138 casos femininos. Já nos municípios baianos, o inverso acontece, o número de casos femininos são 2152, enquanto os masculinos somam 1980. O estudo apresenta um dado já comprovado de prevalência nos casos de hanseníase multibacilar (MB), em ambas as regiões estudadas, sendo 280 casos de MB e apenas 99 casos de paucibacilar (PB) no Maciço de Baturité, enquanto no Recôncavo Baiano apresentou 2396 casos de MB e 1371 casos de PB. Os casos de hanseníase apresentados exibem uma semelhança entre as regiões analisadas, desde elevados valores de casos, até o decréscimo durante o período 2005 a 2015. Devido a presença de valores discrepantes ao analisarmos os dados coletados, separados por categorias e valores absolutos, o desenvolvimento deste trabalho apresentou uma certa limitação, expondo problemas oriundos desde a captação até a notificação destes casos. Torna-se também necessário a realização de medidas preventivas e ações educativas em saúde nestas cidades supracitadas, a fim de promover uma melhor busca ativa de casos e com isso iniciar precocemente os tratamentos.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectHanseníasept_BR
dc.subjectEpidemiologiapt_BR
dc.subjectDoenças Negligenciadaspt_BR
dc.titleAnálise clínica e epidemiológica de casos de hanseníase, oriundos dos municípios do Maciço de Baturité e da região do Recôncavo Baiano.pt_BR
dc.typeArticlept_BR
Appears in Collections:Artigo - Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANTONIA MAYARA TORRES COSTA TCC Artigo.pdf2018_art_amtcosta.pdf242 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.