Please use this identifier to cite or link to this item: repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/2499
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSilva, N´Ghalna da-
dc.date.accessioned2022-03-30T17:57:14Z-
dc.date.available2022-03-30T17:57:14Z-
dc.date.issued2021-12-20-
dc.identifier.citationSILVA, N. (2021)pt_BR
dc.identifier.urirepositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/2499-
dc.descriptionSILVA, N´Ghalna da. Crescimento e desenvolvimento de crianças atendidas em consulta de puericultura em unidades básicas de saúde: Da caracterização à associação entre os fatores extrínsecos. 2021. 119 f. Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Enfermagem ((PPGENF). Instituto de Ciências da Saúde – ICS, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira. Redenção, 2021pt_BR
dc.description.abstractA pesquisa objetivou caracterizar e associar diferentes fatores extrínsecos relacionados ao crescimento e ao desenvolvimento de crianças atendidas em consulta de puericultura em unidades básicas de saúde de um município cearense. Trata-se de um estudo observacional, analítico, transversal e de abordagem quantitativa, realizado no período de fevereiro a julho de 2021, no Centro de Saúde de Acarape e no Posto de Saúde São Benedito (Acarape – CE). Após consentimento, foi aplicado um questionário às mães, abordando desde os aspectos socioeconômicos aos hábitos alimentares e de higiene oral das crianças. Em seguida, foram avaliados o crescimento e o desenvolvimento infantil. Os dados foram organizados e analisados, empregando-se os Testes Qui-quadrado de Pearson e exato de Fisher. Admitiu-se P < 0,05. Este estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Unilab, conforme parecer nº 3.399.050. Das 70 mães, 90,00% tinham renda de até um salário mínimo, 65,71% foram submetidas ao parto cesárea e 97,14% tinham amamentado ou estavam amamentando. Das 70 crianças, 81,43% nasceram a termo, 94,29% eram acompanhadas pelo serviço de saúde, 32,00% consumiam bolacha doce/recheada e 42,86% bebiam suco de frutas com açúcar. A maioria tinha baixa estatura e peso adequado para a idade. Dos infantes, 91,43%, 87,14%, 97,14% e 97,14% tinham padrões orgânicos normais, para os domínios psicossocial, de linguagem e motor fino e grosso, respectivamente. Dos participantes, 87,14% tinham seus dentes/gengiva higienizados por seus pais, com escova dental e fralda embebida em água.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectCrescimento e desenvolvimentopt_BR
dc.subjectCriançapt_BR
dc.subjectSaúde bucalpt_BR
dc.subjectAlimentospt_BR
dc.subjectDieta e nutriçãopt_BR
dc.subjectGravidezpt_BR
dc.titleCrescimento e desenvolvimento de crianças atendidas em consulta de puericultura em unidades básicas de saúde: Da caracterização à associação entre os fatores extrínsecos.pt_BR
dc.typeDissertationpt_BR
Appears in Collections:Dissertação - Mestrado Acadêmico em Enfermagem - MAENF

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
N ́GHALNA DA SILVA Dissertação.pdf2021_dis_nsilva.pdf1,49 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.