Please use this identifier to cite or link to this item: repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/3122
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorUangna, Elia Maria Leandro-
dc.date.accessioned2023-02-27T15:58:05Z-
dc.date.available2023-02-27T15:58:05Z-
dc.date.issued2017-08-04-
dc.identifier.citationUANGNA, E. M. L. (2017)pt_BR
dc.identifier.urirepositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/3122-
dc.descriptionUANGNA, Elia Maria Leandro. Participação da etnia Balanta na luta da libertação e democratização de Guiné-Bissau. 2017. 60 f. Monografia (Graduação) - Curso de Bacharelado em Humanidades. Instituto de Humanidades (IH), Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira. Redenção-CE, 2017.pt_BR
dc.description.abstractO presente trabalho propõe um estudo referente à participação da etnia Balanta na luta de libertação e democratização de Guiné-Bissau. O nosso interesse não é analisar Guiné-Bissau desde o início da década de 1960, com o processo de luta, nem tão pouco, analisar toda a década de 1990 que conduziu os guineenses para abertura política. O que não seria possível, pelo lastro temporal. O estudo visa apenas entender qual é a visão dos estudantes guineenses que, embora não tenham vivido o processo de luta, têm entendimentos que, por si próprios, adquiriram em suas trajetórias e experiências no país como guineenses que nos possibilitam compreender tal contexto. Outra motivação tem haver com o fato de que grande parte dos estudantes se identificam com suas etnias, sentimentos, culturas, línguas que constitui sua identidade no contexto mais amplo da identidade nacional. Nesse sentido, procurou-se compreender a convicção que têm meus interlocutores sobre a participação dos Balantas na luta de libertação e na democratização, tendo por base os nossos objetivos da pesquisa. Para dar conta do objeto, o trabalho adotou a metodologia qualitativa que procura responder a questões muito particulares, quais sejam: Visões sobre Balantas no contexto colonial, Balantas e a luta de libertação, independência e democratização para entender a dinâmica de relações social e politicas guineenses que, por sua vez, são depositárias de valores, atitudes, hábitos e crenças. A análise apontou que a participação dos Balantas na luta de libertação sob a liderança de PAIGC ficou ampliada com o processo de democratização em que passaram a ser vistos como atores que disputam o poder no estado e nas Forças Armadas, particularmente a partir da eleição do antigo presidente Koumba Yalá, líder do partido PRS. É também a partir desse período, sobretudo, com o conflito de 1998, que houve uma mudança radical na sociedade e na politica guineense, com a proliferação de identidades étnicas de grupos que preservam suas identidades.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectBalantaspt_BR
dc.subjectLuta de libertaçãopt_BR
dc.subjectDemocratizaçãopt_BR
dc.subjectConflitospt_BR
dc.subjectGuiné-Bissaupt_BR
dc.titleParticipação da etnia Balanta na luta da libertação e democratização de Guiné-Bissau.pt_BR
dc.typeMonographpt_BR
Appears in Collections:Monografia - Bacharelado em Humanidades

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Elia Maria Leandro Uangna_TCC.pdf2017_mono_emluangna.pdf.582,02 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.