Please use this identifier to cite or link to this item: repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/3366
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorMENDONÇA, Miro Humberto-
dc.date.accessioned2023-06-07T16:43:45Z-
dc.date.available2023-06-07T16:43:45Z-
dc.date.issued2017-12-11-
dc.identifier.citationMENDONÇA, M. H. (2017)pt_BR
dc.identifier.urirepositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/3366-
dc.descriptionMENDONÇA, Miro Humberto. Análise do funcionamento da zona uemoa e caracterização da economia de Guiné – Bissau. 63 f. Projeto (Graduação) - Curso de Graduação presencial em Administração Pública, Instituto de Ciências Sociais Aplicadas- (ICSA). Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira, Redenção-Ceara, 2017.pt_BR
dc.description.abstractO presente trabalho tem como objetivo abordar a questão do processo de integração da união econômica e monetária dos Estados da África Ocidental, adotado como estratégia para o desenvolvimento dos estados membros. Em especial Guiné-Bissau, buscando explicar as razões pelo qual a economia da Guiné-Bissau não teve um crescimento esperado e a influência da UEMOA na economia Guineense, diagnosticar e propor medidas de melhoria do nível de intermediação dos setores que podem ser crucial no desenvolvimento da Guiné-Bissau. Nesse âmbito foram ressaltadas algumas considerações buscando responder três perguntas, o funcionamento do sistema financeiro na zona UEMOA e a sua influência na economia da Guiné-Bissau, onde ele conta com um Banco Central para emissão da moeda e um Banco de Desenvolvimento para ajudar em capacitação, financiamento, nos países da união, a segunda é a caraterização da economia da Guiné-Bissau, quando ele registrou o seu maior crescimento e o seu maior queda do PIB e a terceira e última, o impacto da zona na economia da Guiné-Bissau apresentamos alguns motivos e a influência da UEMOA no crescimento do PIB, também como a união pode ser benéfica para o país. O presente pesquisa é do tipo qualitativa, exploratória foram feitas os levantamentos bibliográficas, livros, monografias já publicadas, artigos e sites. Foram constatados os partidos que a França consegui tirar através das convertibilidade da moeda para o países da UEMOA, ficando com 50% do valor como taxa da conversão, umas das principais desafios a ser combatida pela união, e a grande dependência da Guiné-Bissau em castanha de caju, onde foram dadas algumas sugestões de como não ficar dependente de um único produto, que é a diversificação da exportação e apostar no turismo, aprimorar agricultura e investir na educação.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectGuiné-Bissaupt_BR
dc.subjectEconomiapt_BR
dc.subjectPolíticapt_BR
dc.subjectÁfrica Ocidentalpt_BR
dc.titleAnálise do funcionamento da zona uemoa e caracterização da economia de Guiné – Bissaupt_BR
dc.typeMonographpt_BR
Appears in Collections:Monografias - Administração Pública Presencial

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC MIRO HUMBERTO MENDONÇA.pdf2017_mono_mhmendonca.pdf761,75 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.