Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/740
Título : Epidemiologia da Dengue no Maciço de Baturité-ce no Período de 2001 a 2012
Autor : Rodrigues, Quezia Barbosa
Palabras clave : Dengue. Epidemiologia. Maciço de Baturité. Aedes Aegypti,
Fecha de publicación : 2018
Citación : RODRIGUES, Q. B. (2018)
Resumen : A dengue é uma doença infecciosa de etiologia viral que constitui um crescente problema de saúde pública nas regiões tropical e subtropical do mundo, representando uma ameaça para a saúde de mais de 2,5 bilhões de pessoas. Os primeiros registros de dengue no Ceará datam o mês de agosto de 1986, desde então se têm verificado casos da doença e epidemias ao longo dos anos. A região do Maciço de Baturité, em virtude de suas características ecológicas e ambientais, proporciona a existência de cenários distintos para a instalação e manutenção de culicídeos vetores de doenças, tais como o Aedes aegypti, em relação à dengue. É neste contexto de peculiaridades que a dengue vem se manifestando sob diferentes padrões nos municípios da região. Este trabalho teve como objetivo caracterizar epidemiologicamente a dengue nos municípios integrantes do Maciço de Baturité no período de 2001 a 2012. Trata-se de um estudo epidemiológico descritivo e retrospectivo com dados secundários. Tais dados foram obtidos através da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará, por meio do acesso aos bancos de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) e do Sistema Único de Saúde (DATASUS). Os anos considerados epidêmicos com incidência superior a (300/100.000hb) foram 2001, 2002, 2003, 2005, 2006, 2008, 2011 e 2012. As epidemias foram caracterizadas sorologicamente apenas com a presença do DENV-1 em 2011 e 2012. O ano de 2008 evidenciou maior número de casos confirmados como casos graves (DCC/FHD/SCD), e o ano de 2002, maior percentual (1,14%). Houve uma predominância do sexo feminino (57,1%), masculino (42,7%). Nos anos epidêmicos a faixa etária com maior incidência foram de 20 a 49 anos (2001, 2002, 2003, 2005 e 2006), 0 a 9 anos (2008 e 2011) e de 10 a 19 anos (2012). Ocorreu maior percentual em pessoas com ensino fundamental incompleto (35,2%). A letalidade mais elevada foi de 0,57% (2010); o critério de confirmação laboratorial teve maior percentual (80%). Conclui-se que os dados encontrados nesta pesquisa são relevantes para a gestão municipal de saúde dos municípios, pois contribui para um melhor entendimento e enfrentamento da dengue nos municípios do Maciço de Baturité, melhorando a vigilância e a formação de políticas de saúde voltadas para prevenção e controle.
Descripción : RODRIGUES, Quézia Barbosa. Epidemiologia da dengue no maciço de Baturité-ce, no período de 2001 a 2012. 2018. 88 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado Acadêmico em Sociobiodiversidade e Tecnologias Sustentáveis, Instituto de Engenharias e Desenvolvimento Sustentável, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira, Redenção-Ceara, 2018
URI : https://repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/740
Aparece en las colecciones: Dissertação - Mestrado Acadêmico em Sociobiodiversidade e Tecnologias Sustentáveis

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
Quézia Barbosa Rodrigues DISSERTAÇÃO.pdf1,71 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Los ítems de DSpace están protegidos por copyright, con todos los derechos reservados, a menos que se indique lo contrario.