Please use this identifier to cite or link to this item: repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/1196
Title: O papel do PAIGC na consolidação do estado nacional guineense de 1974 – 1994
Authors: Mendes, Fernando Moura
Keywords: Guiné-Bissau
Issue Date: 2016
Citation: MENDES, F. M. (2016)
Abstract: Esta monografia analisa a política e a ação governativa do Partido Africano para Independência da Guiné e Cabo-Verde (PAIGC) no período pós-independência da era “partido único”, equivalente aos anos de 1974 a 1994. Com o reconhecimento da Independência por parte de Portugal, o país passou sub-controle total do PAIGC para governar o novo estado. Com base nos estudos bibliográficos, publicações dos jornais e análises dos vídeos das entrevistas, a pesquisa procurou abordar se o processo da consolidação da nação e do estado nacional guineense, no que se esperava de uma Guiné melhor rumo ao desenvolvimento e reforço da unidade nacional dentro da sua diversidade étnica, cultural e intelectual. Durante o trabalho de elaboração da monografia recorremos à análise do período colonial e da revolução (luta para independência), com a finalidade de procurar compreender a origem das causas e subsequentemente as suas consequências pós-independência do nosso objeto de estudo. Identifiquei, dentre outras, alguns dos maiores entraves que o país deparava e continua a deparar depois da sua proclamação. Foi justamente o défice dos recursos humanos aptos para os desafios de lidar com o “programa maior” denominado pelo Amílcar Cabral. Conclui-se que a consolidação do estado nacional Guineense não atingiu os objetivos preconizados devido a vários acontecimentos herdados do fenômeno colonial e por outro lado, as más interpretações das ideais de Cabral e ambições e desvios de atenção dos dirigentes do novo Estado; há défice dos recursos humanos capacitados, consequência direta e indireta da dominação colonial, a subjugação colonial ou retaliação do partido contra seus irmãos colaboradores do regime português depois da luta anti-imperialista que se conjuga pela interpretação errada e a luta pelo poder no interior do PAIGC, a incapacidade de lidar com duas organizações ao mesmo tempo (O PAIGC e ESTADO). Portanto, o país entrou numa profunda crise sociopolítica, econômica e cultural sem saída ou solução prévia devido à sua fragmentação e cuja concretização de reverter às tendências deve passar necessariamente por realização da justiça e da democratização dos autores políticos.
Description: MENDES, Fernando Moura. O papel do PAIGC na consolidação do estado nacional guineense de 1974 – 1994. 2016. 62 f. TCC (Graduação) - Curso de Bacharelado em Humanidades, Instituto de Humanidades e Letras, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, Redenção-CE, 2016.
URI: https://repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/1196
Appears in Collections:Monografia - Bacharelado em Humanidades (Redenção-CE)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_mono_fmmendes.pdf2016_mono_fmmendes.pdf919,29 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.