Please use this identifier to cite or link to this item: repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/2239
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorFernandes, Januario-
dc.date.accessioned2021-08-24T19:41:01Z-
dc.date.available2021-08-24T19:41:01Z-
dc.date.issued2017-12-20-
dc.identifier.citationFERNANDES, J. (2017)pt_BR
dc.identifier.urirepositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/2239-
dc.descriptionFERNANDES, Januario. Educação ambiental: verificação da percepção de duas comunidades sobre a preservação da floresta e conservação da nascente Ira-Veru, no município de Lautém, em Timor-Leste. 2017. 94f. Monografia (Graduação). Curso de Ciências da Natureza e Matemática, Instituto de Ciências Exatas e da Natureza, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, Redenção, 2017.pt_BR
dc.description.abstractEste trabalho foi realizado a partir do Brasil sobre Timor-Leste, aldeias de Loiquero e Porlamano, no município de Lautém. Foi concebido com a visão de conscientização de duas comunidades sobre a importância de preservação das florestas na cabeceira e matas ciliares da nascente Ira-Veru e conservação do uso da água. A água é um solvente universal e é a principal fonte da vida para todos os seres vivos, pois esse recurso é utilizado de diversas formas, de acordo com as necessidades, como: irrigação na agricultura, lazer, geração de energia elétrica, conservação da biodiversidade, entre outros. Além disso, a floresta assume grande importância para a existência das nascentes e para atender às necessidades básicas da comunidade onde são utilizadas. Para a construção de casas típicas e apoio à economia local. O trabalho utilizou-se a metodologia de natureza qualitativa, na qual coletou os dados a partir de investigações (entrevistas) com membros nativos daquelas aldeias a respeito do tema, via telefone com ajuda de um irmão do autor. Os resultados obtidos dessa proposta, percebeu-se, a fonte de água dessas comunidades já foi degradada pela mudança de uso da terra e cortes de grandes arvores no entorno que implica a diminuição da água para o abastecimento e é poluído pelos karau timor que vivem ao redor da nascente. Isto aumenta as dificuldades de buscar água para usos domésticos. Notou-se que entendem sobre a contribuição da floresta na cabeceira e ciliares para a quantidade e qualidade da água dessa nascente e o desmatamento é constante nessas regiões todos os anos, porque a maioria da comunidade só depende da produção de alimentos para se sustentar a vida e economia. As duas aldeias precisam informações, métodos necessários para enriquecer o solo que já foi usado ou mecanismos preciosos para enriquecer a terra do campo, proteger a fonte pelos animais e recuperar a floresta na cabeceira e ciliares. Nesse contexto, a própria legislação de Timor-Leste já contempla, inclusive por sua cultura no caso do Tara Bandu, a função de combater as ações humanas degradadoras, com foco na cidadania e minimização de danos negativos para o ambiente. Portanto, concluiu-se que acima de tudo, é consciência de cada cidadão, a contribuir, defender, proteger e colocar as leis em vigor para a sustentabilidade dessas comunidades e para nação Timorense.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectEducação ambiental - Timor-Lestept_BR
dc.subjectFlorestas - Conservaçãopt_BR
dc.subjectNascentespt_BR
dc.titleEducação ambiental: verificação da percepção de duas comunidades sobre a preservação da floresta e conservação da nascente Ira-Veru, no município de Lautém, em Timor-Lestept_BR
dc.typeMonographpt_BR
Appears in Collections:Monografia - Ciência da Natureza e da Matemática

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JANUARIO FERNANDES Mono com ficha.pdf22,18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.