Please use this identifier to cite or link to this item: repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/2421
Title: Hiperdia: uma análise de sua qualidade e maiores desafios
Authors: Massena, Anderson Mariano
Keywords: Hipertensão Arterial Sistêmica
Diabetes mellitus
Saúde Pública
Issue Date: 30-Nov-2018
Citation: MASSENA, A. M. (2018)
Abstract: No Brasil, o programa Hiperdia faz parte do plano nacional de reabilitação da atenção à Hipertensão Arterial Sistêmica - HAS e Diabetes mellitos - DM, que garante o fornecimento de medicamentos de uso continuo pela unidade de saúde e pelas farmácias cadastradas no programa Farmácia Popular que também distribuem os medicamentos gratuitamente, além de todo um acompanhamento especializado, garantido por um cadastro que também busca definir seu perfil epidemiológico, para que possam ser desenhadas estratégias especificas a fim de diminuir os novos casos de HAS e DM, além de promover uma melhora na assistência dos pacientes já acompanhados (FUZINATO et al, 2016; NASCIMENTO, 2015). A interação entre as estratégias desenvolvidas pela Estratégia Saúde da Família - ESF e o Núcleo de Apoio a Saúde da Família - NASF, garantem uma assistência mais completa, não apenas do programa Hiperdia, mas de todos os programas envolvidos pela ESF, impactando positivamente no cuidado e prevenção as Doenças Crônicas Não Transmissíveis – DCNT. As DCNTs por sua vez estão entre as principais causas de morte no mundo e também se constituem um grave problema de saúde no Brasil, sendo responsáveis por 72% das causas de morte, destas 31% referente aos sistema circulatório e 5,2% a DM, atingindo a todas as classe sociais, mas de forma mais frequente e intensa em grupos vulneráveis como idosos e pessoas com baixa renda (NASCIMENTO, 2015). A HAS é um grave problema de saúde pública por apresentar um alto custo de saúde devido suas complicações, além de uma alta taxa de prevalência correspondendo em média em 32% em pessoas adultas, mais de 50% adultos com idade entre 60 e 69 e 75% em maiores de 70 anos. Levando em conta que a HAS também é um fator de risco 2 para desenvolvimento da DM, estas duas são responsáveis pela primeira causa de morte e de internações no Sistema Único de Saúde (SUS), além de representar um grande risco de desenvolver insuficiência renal crônica (NASCIMENTO, 2015). o estudo busca compreender por meio de artigos científicos, a realidade das estratégias de educação em saúde voltadas para as gestantes em todo Brasil, de modo que as boas práticas evidenciadas sejam replicadas, além de identificar quais as maiores barreiras para sua plena implementação, para que este estudo posso ser utilizado por unidades de saúde, para que as mesmas possam oferecer um atendimento de qualidade à gestante, com grupos de gestantes que sejam um espaço para construção de conhecimento coletivo e compartilhamento de experiências, isto por sua vez, impactando diretamente na qualidade da assistência de pré-natal, para a minimização dos risco ao longo da gravidez, além de participação efetiva no parto e nos cuidados com o recém-nascido.
Description: MASSENA, Anderson Mariano. Hipermidia: uma análise de sua qualidade e maiores desafios. 2018. 14f. Artigo (Graduação) - Curso de Especialização em Gestão em Saúde, Instituto de Ciências da Saúde - ICS, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, Redenção, 2018.
URI: repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/2421
Appears in Collections:Artigo - Especialização em Gestão em Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANDERSON MARIANO MASSENA TCC.pdf2018_art_ammassena.pdf220,85 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.