Please use this identifier to cite or link to this item: repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/3642
Title: Comparação de escalas de predição de risco para lesão por pressão em pacientes críticos
Authors: Silva, Iara Diógenes
Keywords: Escalas
Lesão por pressão
Unidades de Terapia
Issue Date: 16-Dec-2021
Citation: SILVA, I. D. (2021)
Abstract: Introdução: A avaliação de risco é o primeiro passo para prevenção de lesão por pressão (LP). Em ambientes de cuidados intensivos, as escalas de avaliação devem considerar as especificidades do paciente crítico para que se tenha melhor acurácia e precisão. Para isso, escalas específicas foram construídas e validadas. No entanto, não existe um consenso sobre qual escala é a mais eficaz para utilização em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Objetivo: Comparar o poder preditivo da EVARUCI e da Escala Revista de Cubbin & Jackson (C&J) para desenvolvimento de LP em pacientes críticos. Método: Estudo longitudinal realizado nas UTIs de um hospital público de Fortaleza – CE durante maio e junho de 2021. A amostra final foi composta por 67 pacientes críticos, que foram acompanhados até o desfecho clínico ou surgimento de LP. Foram coletados dados referentes às características sociodemográficas e clínicas dos pacientes, escores das escalas analisadas e características das LPs. O desempenho das escalas foi determinado por meio da curva Receiver Operating Characteristic (ROC) e cálculo da área sob a curva (ASC). O projeto de pesquisa foi aprovado pelo Comitê de Ética do Instituto José Frota (IJF). Resultados: Dos 67 pacientes avaliados, 52 (77,6%) eram do sexo masculino, com média de idade de 41 anos (DP ±17,79). Ocorreram 41 LPs em 29 (43,3%) pacientes, sendo 21 (51,2%) na região calcânea e 19 (46,3%) estágio 2, com tempo médio para aparecimento de 9,83 dias (DP±5,61). Considerando os pontos de corte 12 para a EVARUCI e 37 para a Escala Revista de C&J, o desempenho da EVARUCI quanto à predição de LP foi melhor do que a Escala Revista de C&J, com ASC de 0,930 (IC 95% 0,83 - 0,97) e 0,339 (IC 95% 0,20-0,46) respectivamente. Comparativamente, a EVARUCI apresentou 59,1% a mais de chance de classificação correta em relação à Escala Revista de C&J para esses pontos de corte. Conclusão: As escalas estudadas apresentaram performances diferentes nesta amostra, verificando-se que a EVARUCI apresentou poder preditivo superior à Escala Revista de C&J.
Description: SILVA, Iara Diógenes. Comparação de escalas de predição de risco para lesão por pressão em pacientes críticos. 2021. 77 f. Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Enfermagem ((PPGENF). Instituto de Ciências da Saúde – ICS, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira. Redenção, 2021.
URI: repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/3642
Appears in Collections:Dissertação - Mestrado Acadêmico em Enfermagem - MAENF

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IARA DIÓGENES SILVA Dissertação.pdf2022_diss_idsilva.pdf1,79 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.