Please use this identifier to cite or link to this item: repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/2085
Title: Mulheres e vulnerabilidade: atuação do ACNUR no combate a violência contra refugiadas
Authors: Souza, Alana Santos de
Keywords: Alto-Comissariado das Nações Unidas Para os Refugiados - Estudos de caso
Crianças refugiadas
Refugiadas
Violência contra as mulheres
Issue Date: 13-Apr-2021
Citation: SOUZA, A. S. (2021)
Abstract: As migrações internacionais aumentam cada dia mais em todo mundo, sendo assim, passaram a integrar atualmente os debates no contexto dos direitos humanos, sobretudo, direitos humanos das mulheres, já que, as pesquisas sobre migrações na perspectiva de gênero ainda são restritas. Os conflitos armados tem sido causa frequente para o grande deslocamento populacional, o Alto-comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) afirma que a maior parte das pessoas forçadas a se deslocar são mulheres e meninas, que ficam expostas a diversos riscos e em situação de maior vulnerabilidade se comparadas aos homens, para elas esse processo representa um risco muito maior, pois são alvo de perseguição, abusos sexuais, e vários outros tipos de violência. Neste contexto, o presente trabalho tem como objetivo principal apresentar as dimensões da violência sofrida por mulheres em situação de refúgio, levando em consideração as relações interseccionais desse processo, e neste sentido, fazer uma analise da atuação do Alto-comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) no combate dessa violência. Para descrever essa trajetória é necessário entender o fenômeno das migrações, especialmente o refúgio, e como as mulheres são inseridas nesse processo, e então analisar a dimensão da violência e vulnerabilidade. O trabalho foi construído através da revisão bibliográfica de materiais e temas relevantes, e pesquisa documental como relatórios e outras fontes oficiais. O método dedutivo foi utilizado, cuja hipótese consiste na afirmação de que a violência sofrida pelas refugiadas têm dimensões que geralmente as instituições não conseguem alcançar, desta forma, as ações voltadas para sua proteção não são eficientes para abranger todas as suas necessidades. Percebe-se que o ACNUR criou mecanismos específicos para esta população, mas que não são suficientes para impedir as práticas de violência.
Description: SOUZA, Alana Santos de. Mulheres e vulnerabilidade: atuação do ACNUR no combate a violência contra refugiadas. 2021. 51 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Relações Internacionais) - Instituto de Humanidades e Letras dos Malês, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, São Francisco do Conde, 2021.
URI: repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/2085
Appears in Collections:Monografias - Bacharelado em Relações Internacionais (São Francisco do Conde)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2021_mono_alanasouza.pdf2021_mono_alanasouza.pdf411,64 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.