Please use this identifier to cite or link to this item: repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/561
Title: Caracterização da diversidade bacteriana de solos da caatinga (Ceará) de áreas preservadas e sob condições de desertificação
Authors: Ferreira, Paulo Roberto Sousa
Keywords: Caatinga - Aspectos ambientais
Caatinga – Desertificação
Acarape - CE
Issue Date: 2016
Citation: FERREIRA, P. R. S. (2016)
Abstract: A Caatinga é um bioma exclusivamente brasileiro, predominando na região nordeste. Esse bioma caracteriza-as por grande riqueza da fauna e da flora, porém pouco é conhecido sobre a diversidade microbiana. Nos últimos anos, a Caatinga vem sofrendo um intenso processo de desertificação, principalmente no semiárido, causando vários danos a paisagem natural, degradação do solo e consequentemente perda da biodiversidade. Assim, esse trabalho teve como objetivo caracterizar a diversidade bacteriana do solo de Caatinga e analisar possíveis alterações dessas comunidades com processo de desertificação. Esse trabalho analisou sequências metagenômicas obtidas por sequenciamento para classificação taxonômica e funcional de duas áreas, uma de reserva e outra sob degradação, usando a plataforma MGRAST. Adicionalmente, foram avaliadas a composição química das amostras de solos de ambas as regiões. Os solos apresentaram-se ácidos, com quantidades relativamente similares de K, Al, matéria orgânica e carbono orgânico. Entretanto, P, Ca, Mg e N apresentaram concentrações mais elevadas na área degradada, refletindo efeitos do tempo longo de manejo praticando na área. Quanto a diversidade taxonômica, não foram observadas diferenças significativas entre as regiões. Foi detectado uma dominância do Domínio Bactéria representado em sua maioria pelos filos Actinobactéria, Proteobactéria, Firmicutes, Chloroflexi, Planctomycetes, Cyanobacteria e Bacteroidetes. Entre as classes e as ordens dominantes destacaram-se as proteobactérias, Alphaproteobacteria (Rhizobiales), Betaproteobacteria (Burkholderiales), Deltaproteobacteria (Myxococcales, Desulfuromonadales, Syntrophobacterales e Desulfovibrionales) e Gammaproteobacteria (Alteromonadales, Xanthomonadales, Enterobacteriales, Chromatiales e Pseudomonadales), além de Actinobacteria (Actinomycetales e Solirubrobacterales). Semelhantemente também não foi detectado diferenças nas categorias funcionais entre as duas regiões estudadas. Foi observado uma abundancia dos metabolismos constitutivos comuns nos ambientes, além de resposta ao estresse. Esse trabalho trouxe a caracterização do microbioma do solo da Caatinga fornecendo uma grande contribuição para os estudos de ecologia microbiana e prospecção biotecnológica. Apesar de não ter sido detectado alterações na composição taxonômica e funcional na área degradada, não significa que não esteja sendo impactado por ações antrópicas e a desertificação. No entanto, análises em níveis mais específicos devem ser realizadas, além de ferramentas estatísticas para chegar a uma real conclusão sobre os efeitos da desertificação, e a partir disso, auxiliar em futuros projetos de uso sustentável do solo, ou de recuperação das áreas já degradadas.
URI: https://repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/561
Appears in Collections:Monografia - Ciência da Natureza e da Matemática

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Paulo Roberto Sousa Ferreira.pdf614,54 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.