Please use this identifier to cite or link to this item: repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/941
Title: Avaliação termodinâmica da produção de blendas de biodiesel de soja e babaçu para o aproveitamento da exergia
Authors: Mamede, Antonio Alison da Silva
Keywords: Biodiesel-Brasil
Energia
Exergia
Issue Date: 2017
Citation: MAMEDE, A. A. S. (2017)
Abstract: Uma das maiores fontes de impacto ambiental no mundo está diretamente relacionada às emissões de gases de escape, resultante da frota de veículos. Diante disso a conscientização ambiental e a crescente procura por fontes alternativas de energias têm sido cada vez mais crescentes nos últimos anos. Nesse contexto a produção de biocombustíveis apresenta-se como uma alternativa para minimizar impactos relacionados ao meio ambiente, energia e economia, podendo-se destacar o biodiesel. No Brasil, a soja é atualmente a matéria-prima mais utilizada no processo de produção do biodiesel, uma alternativa para otimizar a cadeia produtiva do biodiesel no país, seria a diversificação no uso das matérias-primas, dentre as variadas oleaginosas existentes, o babaçu seria uma boa opção, diante a sua grande produtividade em algumas regiões brasileira. Na escala de produção do biodiesel, os aspectos como matéria-prima e condições operacionais estão relacionados às eficiências energéticas e exergéticas. Diante disso, nesse trabalho realizou-se a análise de exergia no processo de produção de Biodiesel de Soja (BS) e Biodiesel de babaçu (BB), conduzida em reator batelada em escala de bancada. A partir dos biodieseis, foram produzidas blendas em três diferentes proporções: 75/25, 50/50, 25/75 (BS/BB) onde também foi realizada a análise exergética das misturas. Além da exergia, foi averiguado algumas características físico-químicas dos biodieseis e das blendas, utilizando-se como padrão de conformidade os parâmetros adotados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), de acordo com a Resolução ANP Nº 45, de 25.8.2014. Com base nos resultados, o biodiesel com uma melhor eficiência exergética foi o biodiesel de babaçu (78,20%), dentre as blendas, a proporção com melhor desempenho exergético (76,76%) foi a de 25/75 (BS/BB). Na análise das especificações, o parâmetro que ficarou em desconformidade com o exigido pela ANP foi estabilidade oxidativa tanto dos biodieseis como das blendas, ficaram inferior a 8h, limite estabelecido pela norma, este resultado era esperado e para ser melhorado, devem ser adicionados antioxidantes. Portanto conclui-se que a partir da análise de exergia o biodiesel de babaçu é uma alternativa viável para produção de biodiesel, além de ajudar a diversificar o uso da matéria-prima, contribui para o aperfeiçoamento e otimização dos processos através do bom desempenho exergetico.
Description: MAMEDE, Antonio Alison da Silva. Avaliação termodinâmica da produção de blendas de biodiesel de Soja e Babaçu para o aproveitamento da exergia. 2017. 54 f. TCC (Graduação) - Curso de Engenharia de Energia, Instituto de Engenharias e Desenvolvimento Sustentável, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira, Acarape-Ceara, 2017
URI: https://repositorio.unilab.edu.br/jspui/handle/123456789/941
Appears in Collections:Monografia - Engenharia de Energias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tcc com ficha Antonio.pdf2017_mono_aasmamede.pdf26,21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.